Massa e Poder

Fiquei 6 meses lutando para terminar esse livro. Lia 5 páginas toda noite e esquecia 3 na manhã seguinte. Com certeza, vou precisar reler num futuro não tão próximo.

Esse livro é a base de praticamente todos os outros livros de antropologia que eu já li. O volume e a profundidade da análise sobre ferramentas, símbolos e mecanismos de poder e disposição das massas provavelmente não é superado em nenhum outro estudo e relato.

Nele, Elias Canneti, demonstra com metáforas e comparações com praticamente tudo desde a disposição das florestas de uma região até mitos antigos como a manutenção do poder evoluiu através da história e como as massas se comportam.

É difícil fazer alguma análise mais específica justamente pela dificuldade de sintetizar algo que li ao longo de seis meses, mas fica aqui o registro da frase que mais me chamou a atenção.

 

“Comparados à Igreja, todos os detentores de poder parecem pobres amadores.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s